sábado, 7 de agosto de 2010



No fim das contas eu sou um monte de coisa nenhuma...

A cor mais forte do amor...


Ainda que este cinza

Tente nos vencer

Em vão é sua luta

Pois somos feitos de cores fortes

Somos o manancial de nosso amor

E irradiamos esta energia

Desatando os nós trazidos pela vida

Há algo em nossa áurea que me inspira

A não desistir desta tumultuada e

Abençoada vida

Ao seu lado...


.

Hiroshima, Nagasaki e Tio San...

Eu queria entender uma coisa...

Ontem fez 65 anos que o Japão relembra a explosão da bomba de Hiroshima, isto é a maior catástrofe nuclear realizada até hoje.

Era o fim da segunda guerra mundial, o Japão já estava vencido, invadido pelos americanos e sem alguma chance real de vencer a tal guerra, alguns aviadores japoneses apelidados de kamikazes se jogam sobre os cargueiros americanos, mas os gringos não engoliam mesmo o ataque japonês a base de Pearl Harbor, e para revidar tudo isto, alem de já estarem com quase tudo sobre controle, lançaram uma bomba atômica sobre duas cidades habitadas por civis que pouco ou nada tinha haver com a guerra, matando de imediato mais de 140.000 pessoas fora os que foram morrendo meses e anos depois por conta da radiação...

E hoje não raramente se vê uma grande apologia aos Estados Unidos por onde se passa aqui no Japão, os japoneses realmente idolatram um país que devastou seu povo, eles realmente se prostam diante dos americanos e seus fast food´s, certa vez um japonês me falou que são gratos aos americanos porque estes ajudaram a reerguer o país, e sem esta ajuda o Japão não seria o que é hoje, para mim esta é a mais pura história ao modo ´boi ta-ta ´ , o fato é que os caras vieram aqui, explodiram o país, mataram milhares de pessoas e depois investiram em um país para ser um dos ou o seu maior lucro empresarial fora de casa, fazem o Japão de um verdadeiro fantoche e estes ainda são gratos ???

O que mais me indaga é como os japoneses famosos por serem nativistas se deixam passarem por tal vergonha aos olhos de todo planeta depois de sofrerem tamanha catástrofe.

Me considero um pacifista, concordo e aprovo o perdão por parte dos japoneses, mas daí ficar babando ovo pelos gringos depois de tudo isto é realmente fora de uma análise racional...




sobrevivente da bomba de Hiroshima...