quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

confissão de um bêbado...


Vou ao bar todos os dias

Sem saber se sairei de lá

Triste ou feliz

Eu que era mestre

Me tornei um aprendiz...

Cachaça que hora me beija saudável

e noutra como um tapa amargo

e nem por um momento demonstra sentimento

não sente amor nem dor

fria como o inverno e sedutora como a flor

cachaça que me provoca espanto e calor...

cachaça que não largo

vício desgraçado

fiz de ti o meu mundo

e agora vivo embriagado...

.

hisória retratada... ( em parceria com Márcia de Sá )

Aquele quadro na parede
Que fala sobre a gente
Cada traço de seus beijos
As metades unidas de nossos desejos...


Nele teus olhos me tocam
E me dizem deste amor
Ao menos naquela obra, eu sinto
O amor em eternidade e vigor...

Pintada a tinta óleo
Nossa história é retratada
Em sombras e cores vivas
Que a vida nos ensina...

E a tela mais bonita
Pinta-se em minha retina
Quando vejo teu sorriso
Transformar-me em menina

Mas que virilidade
Resplandecida nesta obra
Fortalecendo nosso amor
Com alegria sempre unidos
Aonde for...


Márcia Poesia de Sá e Léo Messias

.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Cidade decadente...


Já não se vê mais o brilho da cidade construída

Construída com muito amor e comprometida

Comprometida com cumplicidade do respeito

Respeito que só se podia admirar

Admirar o que ela era por natureza

Natureza que transpassava amor e beleza

Beleza que aos poucos vão dando espaço as rugas

Rugas de uma cidade que se encheu dos mimos recebia

Recebia com alegria mas aos poucos foi se perdendo o encanto

Encanto que quando se deu conta virou rotina

Rotina por conta de uma cidade estressada que pouco do amor via

Via em suas ruas e vias a decadência da alegria

Alegria que se pode sempre buscar onde é que esteja e restaurar

Restaurar o que a gerou e lhe deu vida

E vida é apenas uma palavra sem cor quando não se tem amor

Há... sim, o amor...

.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Parceria poética com minha querida Nor...

Vida de Japão também não é fácil
Embora meu tempo seja por demais limitado
Eu não posso deixar de escrever aqui meu recado...

E me chamando pra valsa da amizade internacional
Eu não posso declinar pois meu coração mole
Reluz de alegria ao sentir o carinho deste menino...







UMA AMIZADE INTERNACIONAL

O que pode separar uma bela amizade?
Serão os oceanos ou o fuso horário?
Serão os quilômetros percorridos
Ou simplesmente a mudança de calendário?

O que pode distanciar dois corações?
Serão os rancores ordinários?
Serão os dissabores temporários?
Ou somente a indiferença do correr das horas?

Uma amizade pressentida e imediata
Alimentada com simpatia e adoração
É algo forte como a Grande Mão
Que orquestra destinos e redemoinhos...

Nada pode separar o que é lindo e definitivo
Mesmo que isto não seja palpável
Uma linda amizade se iguala aos outros motivos
Que temos para perseverarmos em ser felizes...

Léo Messias e Anorkinda Neide.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Fim de semana com ela...



Eu tinha planos para este fim de semana, e ela não estava neles, mas veio e ficou comigo por dois dias, chegou no sábado pela manhã, mas já na sexta eu comecei a ter a impressão que ela viria, a gente no fundo sabe, até a ciência explica isto...

Ficamos juntinhos e pra falar a verdade só saíamos da cama pra comer e tomar banho, ela foi incrivelmente insaciável em cumprir o que de fato veio fazer, talvez seja saudade, afinal já há uns seis meses que não vinha.

Paulo ligou, tinha futebol e depois aquela cervejada com a galera, bom ficou para a próxima, Sandra aquela garota que conheci na última balada e trocamos telefones também ligou, queria saber o que eu iria fazer no fim de semana, inventei uma desculpa, fiquei constrangido em falar a verdade.

Quando ela vem eu não tenho tempo nem ânimo para mais nada, ela realmente acaba comigo, ninguém me faz suar tanto, me deixa tão derrubado e por duas vezes me vi próximo ao delírio, ela é realmente muito boa de cama, mas sei lá podia avisar com antecedência assim eu me preparava melhor, mas ela gosta é de surpresas e quando vem, me rouba mesmo, eu nem fui pra balada sábado a noite, ela não deixa eu me divertir muito, não ia ter graça levá-la, quando ela vem o negócio é só nós dois mesmo, até por que ela não pode ver ninguém que logo da um jeito de se encostar, é ela vai com todo mundo, não tem nenhuma pretensão sexual, para ela o que vier é lucro, seja homem, mulher, idosos, eu já vi ela se aproveitando até de crianças...

Na segunda ela foi embora, e eu voltei para minha vidinha, esperando a próxima gripe...


.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Tati tagarela...



tati tagarela foi tagarelar com tia Talita

tia Talita falou

Tati tem que faser a tarefa

Tati queria é tagarelar

entao tagarelou...

tia Talita mandou Tati fazer a tarefa

Tati fez

mas voltou com tia Talita

a tagarelar...



este poema foi feito por minha querida e tagarela filha Marina...


.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Dois tempos...


Hoje passei o dia andando para frente

E olhando para atrás

Nem sempre é bom, mas de quando em quando

Um bem isto nos faz...

E como recata, busquei no baú da memória

Os mais doces momentos que esta vida nos trás...

Resgatei momentos únicos que já quase fogem da memória

E outros de um passado nem tão distante

Ricos momentos, que hoje já não seriam como antes...

Eu hoje sonhei acordado como o futuro e o passado juntos

Juntos em minhas mãos...

E enquanto no passado eu estava

nascia uma indagação

se tudo fosse tão perfeito

como estaríamos hoje então?...

eu olhei para atrás preocupado

mas é o futuro hoje o meu cuidado...

.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Madrugada


É assim que eu me sinto

Voando

Levado ao vento

Como um alento...

Eu sou luz e pólvora

Eu sou fogo e estrela

Aquele sóbrio clarão do trovão...

Eu tropeço em minha sombra

E me aqueço com meu hálito

Sou fera, anjo e dragão

Eu sou um bêbado

Um amante em extinção...

Eu pouso no telhado de sua vida

E cochicho na janela de seus ouvidos

Eu sou um bicho

Bicho com pretensão...

Eu deito e espero

A noite

Diversão...

.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Poema da raiva...




Onde está seu azul céu ?
Onde está seu azul céu?
Céu cinza
Céu triste e cinza
Céu cinza...

Onde está o seu brilho sol ?
Onde está o seu brilho sol ?
Sol apático
Sol apático
De raios minguados
Apático...

Onde está o seu verde vale ?
Onde está o seu verde vale ?
Vale seco
Vale seco
De que vale um vale seco?
Seco...

Onde está o seu domínio homem ?
Onde está o seu domínio homem ?
Homem tosco de atitudes torpes
Homem tosco de atitudes torpes
Pensastes que fostes Deus é ?
E fizestes com a natureza e com a vida
O que eu faço na latrina
Latrina...
.

Um, sete, um...




Quando a dona morte vier me visitar
que venha com paciência
e me de cinco minutos de prosa
voltaras sozinha...

E quando vier pela segunda vez
que me encontre bêbado
e vou lhe tirar para uma valsa
aproveitarei o embalo da dança
lhe direi malicias
transaremos em um coma profundo
novamente voltaras sozinha
e satisfeita...

Quando a terceira trombeta tocar
e ela voltar, vou dizer...
que isso dona morte...
.

Amanha...




Amanha vou abrir as janelas de minha mente
vou deixar entrar novos ares
Amanha vou filosofar na feira
andar entre os ventos sem eira nem beira...
Amanha vou tomar vergonha
e ver se pago algumas de minhas contas
amanha vou parar de beber
amanha eu vou pensar no futuro
quem sabe eu encontre meu lugar ao mundo
amanha eu vou lavar o carro e cuidar do jardim
amanha eu vou parar para pensar no que devo seguir...


Deixa tudo ai como esta
amanha eu prometo que vou arrumar
mas calma lá, vamos esperar o amanha
chegar...


.

domingo, 17 de maio de 2009

Nonsense


Insano quanto nonsense
colho a luz
e como peixes

Bárbaro quanto as dunas
engulo as letras
pensando rou as unhas

é tão rápido quanto tântrico
o caos no mundo
o turismo no transito

a loucura não existe
onde está a serenidade
da esquisitice

pulo minhas sombras
e não alcanço o futuro
ele nem chegou
e eu fico mudo...

.

Eu ando...




Ando em passos largos
Pisando em minhas próprias feridas
A trás de mim apenas um vulto
Uma leve brisa
Poesia...

Eu canto para espantar os males
Canto para saudar a vida
Canto mesmo com voz rouca e abatida
Eu canto e é só
Poesia...

E continuo andando
Por esta estrada da vida
Pulando meus passos
Burlando minha sombra
Respirando alegria
Pois no fim das contas
Tudo é
Poesia...
.

combinação perfeita...



- Vermelhos, eu preciso de sandálias vermelhas...


Foi assim que Aline entrou na loja falando com Rubens naquele dia.
Aline é uma linda moça, inteligente, rica, sensual e casada com Dr. Lopes, Rubens é... bom... apenas um vendedor de sapatos, mas Aline e Rubens já eram íntimos nos ´ negócios ´ pois Aline sempre comprou sapatos com Rubens, aproveitando desta intimidade Rubens procurou saber quando, onde e com que tipo de roupa Aline iria usar as sandálias, foi até o deposito e voltou com meia dúzia de caixas de sapatos vermelhos, até ai tudo bem, mas como eu disse foi só até ai, pois nunca, nem Rubens e nem Aline tinham tido algum tipo de interesse pessoal um com o outro.
Não era a primeira vez que Rubens se ajoelhava diante de Aline para ajudá-la a calçar sapatos, mas desta vez Rubens foi tomado por algum tipo de encanto e como a um príncipe que calça o sapato perdido nos pés de uma donzela procurando sua amada ali estava ele diante dela. Rubens estava totalmente flechado pelo cupido e via as sandálias criarem moldes nos pés de Aline, e ainda como que hipnotizado olhou para ela com um dos olhares mais apaixonados que se pode ter visto nesta terra. Aline estava igualmente encantada, lisonjeada e olhando para Rubens com a voz mais doce do mundo disse :
- Ahh... Rubens, nascemos um para o outro ...
E Rubens nem percebeu que ela falava das sandálias...


.

Minha primeira vez...

Bom se é verdade que a primeira vez a gente nunca esquece eu não sei, só sei que a minha foi realmente impossível de se esquecer, primeiro porque eu tinha 15 anos e ela já era uma quarentona, segundo e não se assuste, foi com a mãe do meu melhor amigo, mas calma dois ou três de nossos amigos tinham sido com ela a primeira vez também...
Estávamos no sitio da família deles, eu sempre me senti muito a vontade com ela e sempre tive muita liberdade para isto, num determinado momento chamei-a de canto e sem medir vergonha expliquei que já me sentia preparado e fiz o pedido, lembro com detalhes, que ela apertou minha magra bochecha e acompanhada de um sensual sorriso me disse: ´então já se acha grandinho para isto é?´, sem muita insistência ela topou, só pediu que fizéssemos sigilo pois já tinha dado um grande rolo com os pais de um dos meninos por causa deste tipo de atitude dela.
Durante a tarde todos foram ao córrego pescar, não foi difícil convencê-los de que eu não iria, era de conhecimento de todos que eu nunca gostei de pescar, e ficamos na casa apenas eu, ela e dona Sandra a cozinheira, despistar a dona Sandra era tarefa meio difícil então combinamos de irmos para o carro dela e eu fui na frente para não dar muita bandeira, quando ela chegou eu estava realmente tenso e ansioso, tremia como um jamaicano nu em pleno Alasca, mas ela com toda a paciência e destreza foi aos poucos me acalmando, porem confesso não foi uma experiência muito boa para mim, por vezes não sabia o que fazer com as mãos e me sentia muito imaturo e constrangido por isto, até que aos poucos e seguindo suas instruções fui pegando confiança no que estava fazendo , mas de – repente, só deu para ouvir o grande estrondo e sentir o impacto, e a primeira vez que peguei um carro para dirigir acabou comigo enfiando ele no barranco da estrada...

sábado, 9 de maio de 2009

Simples...





Nós somos assim
feito poesia
o encontro certo de palavras
sem necessariamente rimas...


Nós somos assim
feitos poesia
as pessoas nos olham
e declamam nossa vida...


Nós somos assim
feitos poesia
eu que encanto a amada
a amada que me mima...


Nós somos assim
feitos poesia
recitamos a tristeza
falamos de alegria...


Nós somos assim
feitos poesia
expressamos nossos sentimentos
saboreando a vida...


Nós somos assim
feitos poesia
nos alimentamos de fábulas
e vivemos de magia...


Nós somos assim feito poesia
curamos a dor
com o mais lindo e puro
amor...






.

quinta-feira, 30 de abril de 2009

O conselheiro...




Quando eu era adolescente, na praça central da cidade ficava um senhor que era conhecido como o profeta, era um senhor que realmente expressava uma aparência de ansião, um senhor de cabelos grisalhos, se vestia bem e usava um chapeu estilo Santos Dumond, como disse todos o chamavam de profeta, mas depois de 12 de abril de 1941 eu passei a chamá-lo de ´conselheiro´ e foi assim que eu o conheci...

Eu estava sentado em um dos bancos que fica em frente ao coreto lendo os contos de Veríssimo, ele gentilmente chegou e sentou-se ao meu lado, esperou alguns instantes e sem encontrar barreiras ou problemas começou a falar:

Quando fores deitar com uma mulher deixe de lado a ansiedade
Faça tudo com muita calma e amor, lembre-se o que você chama de sexo elas chamam de amor.
Nunca e repito, nunca vai direto ao ponto, fique atento as carícias que antecedem o ato em sí, elas não possuem a mesma sensibilidade que nós homens e precisam deste estímulo e ainda elas zelam muito por isto.
Faça a sua parte com muito carinho e deixe que ela faça a dela, mas lembre-se é o homem que conduz a relação, não é nem mesmo por uma questão de autoridade ou controle e sim porque elas se sentem seguras sendo assim.
De quando em quando a segure com firmeza e diga algumas palavras fortes, mas sem exageros, acredite elas adoram isto e por incrível que parece as libertam para o prazer.
Nunca e repito nunca se deite com uma mulher buscando o seu próprio interesse, se isto acontecer corre o risco de não satisfaze-la e será horrível para elas, lembre-se é uma união e elas também tem seus desejos, se você buscar somente o seu é melhor que faça sozinho.
invente um método para que dure o tempo necessário para que seja bom para ela também, se fores precoce correrá o risco de uma justa reprova por parte dela.
Quando acabarem, não levante, não vá direto ao banho e nem ao menos acenda um cigarro (se é que tens este péssimo costume)
converse com ela, fale coisas bonitas e tocantes, acredite também este é um momento muito importante para elas e é preciso que aprendas a valorizar isto também, mas fale e faça tudo com muito amor, se acaso fingir ou não lhe agradar este momento saiba que não foi bom é para você e então faça suas reflexões...
Por fim caro amigo, quando encontrares uma mulher em que o seu prazer é maior em estar unido a ela e não somente ao corpo dela, saiba que tudo isto será simplesmente sublime...
e lembre-se o amor é puramente doação...


ficou ali quieto por uns instantes e sem dizer mais nada se levantou e sumiu como a uma brisa...






.

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Superação...



A vida tem a infeliz mania de me dar surras
talvez seja porque ela saiba que eu tenho a feliz mania de superá-las
E esta mesma vida que me bate me acaricia
e as vezes foi preciso me tirar os óculos para que eu enxerga-se melhor
talvez seja porque por trás das lentes só enxergava o que já estava acostumado a ver
e foi quando tiraram de minhas mãos o que tinha como precioso tesouro
para que eu percebesse que ainda há um garimpo inteiro
a ser desbravado nesta imensidão que chamamos de
vida...
.

´Olhos postos nela...´

Eu estava ali
Sempre ali
te cuidando com os meus olhos

Eu ficava ali
de perto ou longe
te zelando com os meus olhos
Eu te olhava e aos poucos te comprava

com minha vista te seguia e te conquistava
de ti meus olhos eu não tirava

Eu te olhava mas não te tocava
nem ao menos palavras
eu te olhava e sabia
que um dia
minha seria...

.



Eu imagino o mundo como a um cubo mágico
em que o Criador fica mexendo e remexendo
até que encontra duas cores iguais que se
completam...
.

Hipoteca







Eu lhe entrego a minha alma
uma alma apaixonada
que tens por ti o mais puro amor...


Eu lhe entrego a minha alma
que me mantém vivo
eu lhe entrego a minha alma
que respira o seu convívio...


Eu lhe entrego a minha alma agora
pois já é seu meu corpo e coração
eu lhe entrego a minha alma
e não lhe peço nada em troca
pois já tenho seu amor
que tanto desejo...


.


Estímulo

Anda
corre
corre
vai
de pressa
a vida
passa
a
vida
leva
a
vida
não espera...

cai
levanta
anda
corre
arrisca
não
petisca
vai
sempre
em frente
rumo
a
meta...

vamos
venha
não
desista
se
anima
anda
corre
vai
coragem
deixa
de
bobagem
você
chega lá...

venha
isso
cabeça
erguida
não
se
desanima
você
consegue...

chegamos...

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Caleidoscópio

Agora que eu fui perceber que este poema não estava em meu blog... e olha que é o poema que mais gosto, e também o meu poema que mais encanta verdadeiros poetas que mesmo sendo meus amigos possuem um espírito de crítica justo...
particularmente é o meu preferido, primeiro porque foi o primeiro poema que escrevi, é sim... sempre gostei de poesia e na adolescência declamava Drummond e Quintana, mas me achava indigno de escrever.
( particularmente ainda acho mas agora sou ao menos ousado...)
ele nasceu a partir de um fórum de filosofia onde discutíamos o homem e o ser, foi tão bem aprovado por meus amigos que chegou a ir para sala de aula de um deles...
fala um pouco do que se tornou o homem, seus ideais e crenças, e mais outras coisas que cabe a você discernir...





Caleidoscópio


Homem
Macaco
Darwin
Deus
Evolução
Criação...

Filosofia
Psicologia
Teologia
Respostas
Ainda
Interrogação...

Alma
Espírito
Morte
Doutrina
Reencarnação
Ressurreição...

O mundo gira numa fração...

Choro
Riso
Dor
Tristesa
Poeta
Inspiração...

Palavras
Malícias
Carícias
Relação
Precaução
Procriação...

Namorados
Embreagados
Viciados
Boemios
Barzinho
Banquinho violão...

O mundo gira numa fração...

Placas
Cartazes
Panfletos
Out-doors
Aos olhosPoluição...

Travesti
Traficante
Meretriz
Manobrista
A noite
E seus artistas...

Tradicionais
Modernistas
Relativistas
Pacifistas
E seus Pensamentos
Egoistas...


E o homem ainda em mutação...


.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Meta


Vamos plantar eucalíptos
escrever três livros
e ter cinco filhos
Vamos fazer uma massa
chamar nossos amigos
vamos para balada
dançar até cansar
madrugada a dentro
de bar em bar
vamos subir no poste
declamar Drummond
vamos escutar The door´s
tomar um ácido
ir a uma have
e achar tudo um máximo
vamos comprar um carro
construir uma casa
sem piscina e nem janelas
vamos por plantas em volta dela
vamos para a praia
correr pelados na areia
vamos cair no encanto da sereia
vamos fazer de tudo poesia
e transformá-la em canção
vamos para a rua
mudar o rumo da nação
vamos discutir Freud e Max
vamos beber até perder o sentido
vamos seguir a Cristo
vamos rezar exéquias
para os vivos...

Ágape

Eu queria poder dizer em palavras o bem que tens me feito
que tens sido para mim como um oásis, uma bonança
o remédio para muitas de minhas dores...
Eu queria poder dizer em palavras
o estado de alegria que encontra meu coração
mas elas não vem
e quando vem, são insuficientes
por que palavras são simplesmente verbo...
Eu queria poder dizer em palavras
Tudo aquilo que eu sinto
mas é um sentimento profundo
que ultrapassa o intelecto humano
um sentimento que vem de onde não se pode tocar...
O amor é sim
dos mistérios o mais lindo
que não me cabe entender
somente aceitar
e me deixar
levar...

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Amor correspondido



É muito bom minha querida
lhe querer e por ti ser querido
lhe desejar e poder te tocar...

É de uma inexplicável alegria
lhe dizer hoje tudo o que antes queria
e poder te ter...

É tudo muito lindo quando duas almas se entendem
se unem e vive o que seus corpos
pretendem...

E te fazer bem
me faz tão bem
também...

No fim do dia na despedida
é a saudade que fica
e começa então a correria
para que chegue logo o outro dia
pois nada é mais lindo
que um amor correspondido...


.

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Os tres vale nada...




Olha o que a Foh... fez para nós tres...
glossário:
Foh... = Fatinha
Lóh... = Léo
Mucha = Sil




Grandes amigos que eu amadamente chamo de Lóh e Muchacha...
Chegamos a conclusão de que nós três não valemos nada!!! rs
Isso porque somos pessoas de tanto valor,
que é impossível colocar isso em números...
Acima de tudo somos amigos,
hoje ao nosso estimado futuro seremos talvez sim, talvez não inseparáveis...
Mas o que realmente importa, é que estamos nos fazendo inseparáveis no nosso presente!
Seja no orkut, no msn, na balada, na larica, nas risadas, nas guarfadas, nos jantares,
enfim... maravilhosas companhia...
É papo que não acaba mais... Idéias diversificadas, expostas e comentadas...
O mais gostoso é aquele carinho, o zelo, a dedicação que cada um tem com o outro...
Indispensável dizer que o Lóh tem lá suas adoraveis maluquices, mas que sempre administra muito bem o seu tempo à todos a sua volta.
Indispensável tbm dizer, que a Muchacha é cativante! Vive de preguicinha, mas sempre dedicada.
Indispensável dizer que eu sou a mais chata (e má, rs) dos três! (e a que mais zua com eles no mundo cibernético! kkkk)
E é essa dedicação, que fortalece a cada dia nosso convivio.
É essa atenção que nos aquece o dia-a-dia...
Seja num simples Bom dia via sms...
Seja num comentário hilário em fotográfias...
Amizade é isso!
É compartilhar cada riso, cada lágrima, cada palavra ou gesto...
Nós somos três "porra loka" rs, que vive no vamos!
No fim a gente nem sabe pra onde, mas estamos indo... rs
E o mais legal é que sempre tentamos ou fazemos o possível pra ir juntos!!!
huahuahua (isso seria um trocadilho?! kkkkk)
Por mais que nossa vida ou passagem nesse mundo seja apenas (isso se for mesmo) uma temporada.
Essa com certeza pra mim está sendo a melhor de todas!
Mucha e suas perguntas que me fazem entrar em contato com o meu mais profundo eu!
Lóh e seu animado jeito de viver, que parece eu sem "shereka",
ou melhor eu sou ele sem pipi! rs
É imensa a alegria e felicidade que eu tenho dentro de mim hoje,
por estar podendo viver isso!
Obrigada por tudo sempre...

Amoooooo vcs!!!

Muchacha e Lóh (ao mesmo tempo)
12.04.09

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Isaias 53



1.
Quem poderia acreditar nisso que ouvimos? A quem foi revelado o braço do Senhor?
2.
Cresceu diante dele como um pobre rebento enraizado numa terra árida; não tinha graça nem beleza para atrair nossos olhares, e seu aspecto não podia seduzir-nos.
3.
Era desprezado, era a escória da humanidade, homem das dores, experimentado nos sofrimentos; como aqueles, diante dos quais se cobre o rosto, era amaldiçoado e não fazíamos caso dele.
4.
Em verdade, ele tomou sobre si nossas enfermidades, e carregou os nossos sofrimentos: e nós o reputávamos como um castigado, ferido por Deus e humilhado.
5.
Mas ele foi castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniqüidades; o castigo que nos salva pesou sobre ele; fomos curados graças às suas chagas.
6.
Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, seguíamos cada qual nosso caminho; o Senhor fazia recair sobre ele o castigo das faltas de todos nós.
7.
Foi maltratado e resignou-se; não abriu a boca, como um cordeiro que se conduz ao matadouro, e uma ovelha muda nas mãos do tosquiador. (Ele não abriu a boca.)
8.
Por um iníquo julgamento foi arrebatado. Quem pensou em defender sua causa, quando foi suprimido da terra dos vivos, morto pelo pecado de meu povo?

9.
Foi-lhe dada sepultura ao lado de fascínoras e ao morrer achava-se entre malfeitores, se bem que não haja cometido injustiça alguma, e em sua boca nunca tenha havido mentira.
10.
Mas aprouve ao Senhor esmagá-lo pelo sofrimento; se ele oferecer sua vida em sacrifício expiatório, terá uma posteridade duradoura, prolongará seus dias, e a vontade do Senhor será por ele realizada.
11.
Após suportar em sua pessoa os tormentos, alegrar-se-á de conhecê-lo até o enlevo. O Justo, meu Servo, justificará muitos homens, e tomará sobre si suas iniqüidades.


.

Jesus



O Jesus que eu conheço não é somente um Jesus dos milagres
ao menos estes milagres que esperamos tanto ver
de fazer paralíticos andar ou cegos enxergar
E o maior milagre que já vi Jesus realizar
não foi nem mesmo ressuscitar mortos
foi sim ressuscitar vivos...

O Jesus que eu conheço é aquele que fugindo de seus inimigos
encontrou tempo para dar a uma mulher samaritana que tinha sede de amor, a aguá viva, e deu a ela um novo gosto para sua vida
uma mulher que trazia contigo as conscequencias dos erros de sua vida
e encontrou em Jesus a cura para suas feridas
sem ao menos ser julgada
apenas por ele foi amada
e voltou para casa com sua alma curada...

O Jesus que eu conheço não teve medo da repreensão
e no meio da multidão chamou Zaqueu
e visitou sua casa e sem ao menos falar nada
viu Zaqueu seus erros reconhecer
e desde então se tornar um novo ser...

O Jesus que eu conheço sentou com os cobradores de impostos
e soube amar, e em seu intimo separar
o pecador de seus pecados
vendo depois disto aqueles homens com seus corações curados...

O Jesus que eu conheço fez muito mais que multiplicar cinco pães
Ele fez cinco mil homens fora mulheres e crianças
a vivenciarem a partilha
e aprenderem que não se pode perder a esperança...

O Jesus que eu conheço
encontrou com Maria Madalena
e disse: ´toque-me EU estou VIVO´...

O Jesus que eu conheço
depois de se encontrar com todos estes
se encontrou comigo
e eu que do poço já era o fundo
não pude suportar tamanho amor
e num abraço de que há tanto já me esperava
não disse nada
apenas me amou
e o que para muitos parecia impossível
D´ele me fiz amigo...

O Jesus que eu conheço
está entre nós
curando e perdoando
quem N´ele chega com coração contrito
O Jesus que eu conheço é aquele que
venceu a morte
e está realmente
VIVO...



.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Depois do meio



E depois de tudo
Aprendi a viver
Aprendi a valorizar minha vida
A saborea-la
A sentir amor por tudo
A sentir sabor por tudo
A sentir-me livre...


Livre a ponto de perceber que existo
Livre a ponto de confiar em mim
Livre a ponto de voar sozinho
De correr sozinho
De me sentir seguro
Comigo...


Aprendi que tenho vontades
Aprendi que tenho também coragem
Aprendi o que quero
E posso
Aprendi a valorizar-me...


E foi perdendo o que pensava ser o meu maior tesouro
Que aprendi a viver...
.

domingo, 5 de abril de 2009

Segunda-feira



O telefone toca numa segunda-feira
E eu não gosto de segunda-feira
a segunda é o pior dia para tudo
pra receber notícias por exemplos
porque elas sempre vêem com antecedência
se você recebe uma notícia ruim na segunda
é sobre algo que vai acontecer depois de dias
e então você passa a semana toda preocupado
pensando no problema ou correndo atrás de algo que irá ou poderá te ajudar a resolve-lo...

Eu não gosto de segunda-feira
e o telefone me toca logo numa segunda
se for notícia boa também será sobre algo que vai acontecer depois de dias
e então você passa a semana ansioso e se preparando para tal acontecimento
e o pior é que quando o tal dia da tal notícia chega
ai já perdeu toda ou um pouco da graça por conta de tanta espera
culpa da segunda...

Não eu não gosto de segunda-feira
e o telefone me toca logo pela manhã de uma segunda
você pode ter tido o melhor fim de semana de sua vida
e na segunda é acordado por aquele despertador irônico
que como te diz : ´vamos acordar Cinderela, tua vida é aqui e começa comigo...´
e o pior de tudo é que ele tem lá suas razões...

Eu não gosto de segunda-feira
e o telefone me toca logo numa segunda
você já comeu uma lasanha numa segunda?
não, não tem gosto de lasanha mesmo
e cerveja então ! já bebeu na segunda?
nem chega perto do gosto que a mesma cerveja tem numa sexta por exemplo...

Eu não gosto de segunda-feira
e o telefone sabendo disto me toca numa segunda e ainda pra me dar tal notícia
na segunda todo mundo tem cara de bom dia porque?
até mesmo os mais animados
a primeira coisa que se pensa no domingo a noite quando se deita é ´ puts amanhã já é segunda´...

Eu não gosto de segunda feira
e o telefone me tira da cama antes do despertador em plena segunda
até quando se tem feriado numa segunda-feira é fria, porque a segunda é vingativa e ela vem na terça com toda a sua vingança dobrada e a terça deixa de existir por conta do furor da segunda...

Eu não gosto de segunda feira
e o telefone me toca numa segunda me dando a tal notícia...



sábado, 4 de abril de 2009

É ela...

O ano era 1962, o mês era junho e o dia devia ser sábado, eu estava em uma destas festas da roconha, onde só se ver alimento pra cabeça, estávamos com fome e ouvimos dizer que estava ´rolando´ uma festa de burgueses do outro lado da cidade, fui eu e um amigo, mas não me lembro quem, a casa estava agitada o cheiro de churrasco no ar e um monte de jovens vestido normalmente, lembro-me que ao entrar bem ali no meio da sala estava uma roda de meninas, não me lembro de nenhum detalhe daquela noite, mas me lembro de tudo que me aconteceu neste momento, ela estava ali, de costas para mim, vestida com uma camiseta vermelha por dentro de uma calça jeans que por sua vez estava por dentro de uma bota preta, seus cabelos compridos e negros chegavam até a cintura, ela virava de um lado para o outro conversando com as mãos e sorrindo como uma adolescente, naquele momento eu senti uma sensação que se sente uma vez só na vida, o mundo parou, a música parou, as pessoas não existiam mais e algo muito forte tomou conta de mim, fiquei por um tempo intacto sem sentir ou ter reação alguma, eu não conseguia e nem queria ir para outro lugar, quando voltei pra mim, eu não disse mais nada a não ser...
É ela...

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Um dia para nós...




Vou por a roupa mais bonita
sair com a garota mais linda
Vou namorar...

Vamos caminhar na praia
de mãos dadas e pés na areia
vamos dançar...

Vamos tirar um retrato
de rosto colado para no futuro
poder lembrar...

Vou declamar a poesia mais bonita
compor uma canção de amor
só pra você...

Dos beijos o mais gostoso
dos abraços o mais carinhoso
eu vou te dar...

E no fim do dia
vamos deitar na grama da colina
contemplar o céu...

Falaremos sobre as coisas desta vida
sobre futuro e família
vamos sonhar...

.

Indagação



Quem sou eu ?
É quem sou eu?
Para que estou?
Si estou mesmo...
Para que vim?
Para onde irei?
E amanhã o que serei?
O que busco?
Por que busco tanto?
Quero tanto?
e mais tanto...
O que semeio?
O que vou colher?
Se é que vou colher...
E para que?
Para onde?
Por que?
como?
indago...
pergunto...
reflito...
e continuo
aqui
como
ontem...

segunda-feira, 30 de março de 2009

Ame



Abrace sua vida
e viva
ame a todos que tiver a oportunidade de nesta vida cruzar
sinta ódio, tristeza, mágoa, inveja, ciúmes etc...
mas deixa irem embora quão rápido em ti chegou
e logo volte a amar
não tenha medo de amar
não tenha vergonha de amar
não crie barreiras para amar
não complique o amor
porque o amor é simples
e simples deve ser o seu modo de amar
não procure entender o amor
não procure respostas para o amor
aceite e sinta
se respeitas é porque já amas
se se compadece, é porque já amas
se se doa é porque e já amas
pois o amor é doação
e não recepção
que o amor que sintas seja completo
a ti que amas e a quem amado és
mas tenha consciência
amor não é paixão
amor é pé no chão...

sábado, 28 de março de 2009

O Velho e a jovem

Foi no casamento de Leila e Raul, estavam todos dançando no meio do salão e eu sentado a mesa acompanhado por meu copo, ela chegou como um vulto, como que se estivesse esperando aquela oportunidade, e perguntou-me se eu era eu mesmo.
- Bom é a pergunta que tenho me feito por estes dias
ela sorriu e pediu permissão para se sentar um pouco e antes de ouvir a resposta começou a dizer o que de fato lhe levou até mim
- Eu conheço o senhor ou melhor você, bom, isto é como posso lhe chamar?
- ora como se sentir melhor
- então eu gostaria de lhe dizer que acompanho com frequência o que escreve, que muitas vezes fala exatamente o que se passa por mim, as vezes penso que até me conhece, como o senhor sendo um estranho e bem mais velho pode se identificar tanto assim com uma garota como eu?
- bom eu não sei, apenas escrevo o que penso o ser humano sentir, e o universo feminino é que mais me atrai
- o senhor não é tão velho assim como se pinta
- é mas já não sou tão jovem como gostaria
- é, e isto é uma pena... se fosse mais novo...
- bom se eu soubesse que você viria aqui hoje com estas intenções eu teria pedido para meus pais esperarem uns 20 anos para me conceber, ou teria feito algumas dezenas de plásticas com o dinheiro que gasto com as bebidas...
ela deu um sorriso gostoso
- o senhor me desculpe, foi uma loucura de minha cabeça, estas fantasias que a gente inventa... preciso ir, foi um prazer
- sim foi um prazer
e aquela garota foi se embora, com seus vinte aninhos...

terça-feira, 24 de março de 2009

Espera

Eu fico aqui
inventando um nome pra te chamar
Eu fico aqui
te enchendo de carinhos em meu mundo

Eu fico aqui
treinando os beijos que ainda vou lhe dar
É eu fico aqui sim
imaginando te fazer mimos sem fim
Eu fico aqui
com uma espera sem fim

Bom eu fico aqui
sem você do meu lado
mas dentro de mim...

sexta-feira, 20 de março de 2009

Entitativo



O medo que me encoraja
a paz que me revolta
a porta que não se abre
a porta...

A dor que me ensina
os passos a dobrar
a esquina
a pista que se deve
seguir
e eu ia...

A rua que não termina
os passos que se cansam
a estrada que sigo
a estrada da vida
minha vida

A sua vida que não é minha
a minha vida perdida
vida encontrada na
esquina
da estrada
de sua
vida...

A minha vida que segue
passos corretos
pernas bambas
vida corre
corre vida

O tempo que não
espera
os erros que me
marcam
a feridas que
ficam
apenas más
lembranças
mas
ficam...

O dia que termina
a noite que mostra
a luz que
escondia
o dia...

e eu ali
em passos falsos
segui
e
seguia
andando, levando
minha vida
na mochila...


.

Romeu e Julieta




Você podia esta aqui junto de mim
Acolhida em meus braços
Recebendo meus abraços

Você podia esta aqui junto de mim
Deitada ao meu lado
Falando sobre coisas da vida
Tampando nossas feridas

Você podia esta aqui junto de mim
Sentindo meu amor
Meus carinhos
Meu respeito
Tendo em mim o seu valor

Sim você podia estar aqui
Mas preferiu o fim
Seguiu a estrada que escolheu
Não quis mais nem você e nem eu

Você podia estar aqui junto de mim
Mas hoje foi até a sua casa nova
E pus flores vivas nos pés
Da sua cova...

.

quinta-feira, 19 de março de 2009

Poesia



A poesia é um mistério
Destes atraentes
Que cativa o coração
Refrigera a alma
E atenta a mente

A poesia tem o dom de unir os apaixonados
De fazer refletir os intelectuais
E ajuda os loucos a mostrarem
Que também são normais

A poesia elucida os detalhes da vida
Ela estampa o simples
É os nossos gestos em palavras
Nossos sorrisos e choros escritos

A poesia é o sentimento expresso
o mistério quase que palpável
É o detalhe relatado

O grito escondido estampado

A poesia não se interpreta
Não se entende
simplesmente
Se sente...



.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Sorriso



Eu só preciso de um sorriso
E de um sorriso meu
Desejo que ele esteja sempre aqui
Estampado em meu rosto


Desejo sorrir mesmo quando me faltar vontade
Ou mesmo quando me faltar motivos
Sorrio poque as pessoas que me cercam precisam dele
Alguns até se alimentam e se fortalecem por conta dele
E eu sorrio...


Sorrio porque é dos remédio um santo
E este sorriso que me acompanha
Sim, este simples sorriso
Encanta e transmite alegria
Ele promove lá o seus milagres


Eu sorrio até quando estou triste
Mas não é por falsidade ou ironia
Sorrio porque ele esta aqui, mora aqui
Enquanto a tristeza vai embora



Eu sorrio porque tenho o dom de ver o lindo em tudo
O lado bom do que é ruim
Eu sorrio porque por pior que estejam as coisas
Eu tenho motivos


Na verdade eu sorrio
Enquanto estou vivo
Para isto...




.