domingo, 9 de novembro de 2008

O garoto da pipa...


Há uns dez anos atrás, um garotinho de mais ou menos dez anos vinha soltar pipa no extinto campo de futebol em frente ao prédio, e junto vinha uma garotinha, de dois ou três anos, que ele há colocava no banco de reserva que ficava em baixo do finado e meu amigo pé de Ipê. Toda vez, antes de empinar a pipa cuidadosamente amarrava um bilhete no final da rabiola, e quando ela estava bem lá em cima ele desbicava até soltar e ficava vendo o papel sumir na imensidão do céu azul, era um garoto conhecido aqui pela redondeza, seu pai estava preso e sua mãe tinha sido levada pelo câncer, vivera com um casal de idosos que também não demorou para perde-los, o tempo foi passando e a revolta pelas surras que a vida lhe dava foram sendo transformada em pequenos furtos e envolvimento com drogas...

Hoje ao abrir o jornal, me deparei com a notícia que já era esperada, zeca foi morto em um confronto com a polícia, após uma frustrada tentativa de assalto, olhando a foto deste rapaz eu não pude deixar de lembrar daquele garotinho cheio de esperança que vinha com sua pipa e bilhetinho no campo. Acredito que o destinatário seria Deus, eu não sei quais são os critério que Deus usa para atender os pedidos que chegam até ele, na verdade eu penso que Deus não é bem esta loja de conveniência que pensamos que seja, as vezes penso que Deus seja como eu, que fico vendo as pessoas lá em baixo, superando ou não as concequencias de seus própios atos, e que pouco pode fazer a não ser torcer para que estes humanos aprendam que o amor fraterno é melhor caminho do que a ganância que move esta gente...

Um comentário:

prizinhaaa_rj disse...

adorei seu blog... sempre q puder estarei aqui.... Pri